A Ordem de Licaão, de Rodney Buchemi

image1-1

Começando com os reviews das coisas que comprei na CCXP.

A Ordem de Licaão é um quadrinho autoral lançado por Rodney Buchemi, desenhista que já fez trabalhos para Marvel e DC.

À primeira vista, o quadrinho pode parecer apenas uma história de mistério sobre lobisomens.

Mas tem todo um contexto interessantíssimo em sua criação.

12539926_648067201962298_1289517297_n

(Foto tirada com a câmera do meu celular, por isso tá uma bosta a qualidade)

O quadrinho de Rodney Buchemi, apesar de curto (afinal, é praticamente apenas o primeiro capítulo), tem ali uma junção de tudo que o artista gostava. É como se fosse ele fazendo aquilo que sempre quis fazer. E é sempre uma experiência muitíssimo agradável poder ler ou assistir aquela que é a obra dos sonhos do autor. Ou, ao menos, até agora.

Podemos ver pela história toda uma gama de influências que veio de mangás, histórias de terror e histórias policiais que se mescla muito bem no cenário estabelecido (que é no próprio Brasil, em Belo Horizonte). Para quem não está acostumado, é uma experiência engraçada ler algo que se passa por aqui, depois de tanto estarmos acostumados com histórias fantasiosas que nos levam a outros lugares do mundo.

Mas essa proximidade faz muito bem. Nos faz sentir mais próximos da história.

Aliás, outro ponto positivo são os personagens.

Apesar de só terem basicamente 3 nesse primeiro capítulos, todos são bem construídos, e reparei em algo que torna os 3 mais interessantes: o passado.

Todos parecem ter um passado muitíssimo curioso, que dá vontade de vê-los sendo mais explorados.

12571333_648067165295635_1583163764_n

Outra coisa a se comentar é o traço.

Não vou mentir: acredito que seja a primeira vez que entro em contato mais ativamente com o traço de Rodney Buchemi. E sinceramente, foi uma ótima experiência. O traço dele é muitíssimo agradável, além de bem marcante; tendo inclusive um “quê” de traço oriental em alguns momentos. Suas linhas são leves, sem nada muito pesado.

Aliás, é bom falar que a história é em preto e branco. Não como em mangás, com os tons que intercalam os 2 extremos; é preto e branco bruto. Acredito que tenha sido assim para baratear um pouco a impressão, mas também acredito que, se colorida, a história não teria a mesma graça. É como ler um quadrinho de terror antigo; mas hoje em dia, num material muitíssimo melhor e num contexto social completamente diferente.

12571397_648067231962295_1254776354_n

Com introdução de Cristiano Seixas e do próprio Rodney Buchemi, além de artes individuais dos personagens com anotações e sketchs de outros desenhistas (como Daniel HDR, Roger Cruz e vários outros), A Ordem de Licaão é o primeiro capítulo de uma saga que pode crescer muito.

Buchemi tem em mãos uma mitologia interessantíssima. O único porém é ser curto demais para poder ter uma opinião mais concreta. Mas por hora, a balança é positiva. Vamos ver no que vai dar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s